Pular para o conteúdo principal

Cinco razões por que você deve dar uma chance a Doctor Who

Doctor Who é um dos seriados mais duradouros: está no ar desde 1963! Esse fato já pode ser considerado uma das razões para assistí-lo, mas eu vou listar 5 razões mais relevantes por que você deveria dar uma chance ao seriado.


Antes de mais nada, um esclarecimento: este seriado não tem nada a ver com médicos e hospitais. Vamos à lista!

Razão 1: a incrível versatilidade do seriado

Para quem não sabe, o seriado lida basicamente com viagens no tempo e no espaçoVRRÁÁÁ! — e apenas por esse motivo já dá para entender o quão versátil ele consegue ser. É possível explorar o passado, o futuro e o presente não apenas no nosso mundo, mas em qualquer lugar imaginável (seja ele real ou fictício). E ao longo das temporadas já exibidas, os diversos autores fizeram isso muito bem!

Você deve estar se perguntando: como eles viajam no tempo? Com a TARDIS — Time And Relative Dimension in Space ou, em português, Tempo e Dimensão Relativa no Espaço —, uma "máquina do tempo" disfarçada de cabine de polícia típica do Reino Unido nos anos 60. Por isso essa cabine azul é tão importante para o seriado.

Acredite, tudo isso faz sentido dentro do universo de Doctor Who :)

Razão 2: há sempre uma moral da história

Por brincar com o tempo, as possibilidades de ensinar/relatar história de modo crítico e fazer prospecções do futuro são infinitas. Porém, a principal característica do Doutor é a sua preocupação em solucionar situações adversas sem uso de violência sempre que possível, priorizando o uso da razão. É aqui que o seriado deixa claro seus valores e dá o bom exemplo.

Razão 3: é um seriado completo

Doctor Who é um seriado de ficção científica com pitadas de drama, comédia, suspense e aventura. É um seriado completo que, devido às razões já mencionadas, pode mudar completamente de um episódio para outro devido às inúmeras possibilidades que a sinopse oferece. Por esse motivo, autores diferentes são convidados a escrever episódios avulsos e acrescentar diferentes pontos de vista sobre fatos históricos ou futurísticos.

Além disso, a variedade de monstros introduzidos ao longo desses 54 anos de seriado é muito vasta! Desde os mais toscos aos mais elaborados e assustadores, esses monstros são aliens dos mais diversos lugares que, por um motivo ou por outro, cruzam o caminho do nosso protagonista. Importante ressaltar que eles não são necessariamente malvados. Tenha isso sempre em mente. :)

Razão 4: cultura e sotaque britânicos

É natural que muitos episódios se passem no Reino Unido, já que o show é britânico; e também é muito normal que o chá tenha aparições frequentes (algumas vezes até inusitadas). Uma importante razão para assistir o seriado é a cultura e o lindo sotaque britânicos que dominam o seriado. Música para os ouvidos de muita gente!

Razão 5: o protagonista pode mudar completamente de aparência, personalidade… e gênero!

Talvez você esteja se perguntando: como é possível manter atores no ar por tantos anos? A resposta é: trocando-os de tempos em tempos. O Doutor é de uma raça conhecida como Timelords (ou Senhores do Tempo). Quando um Timelord é "mortalmente" ferido, ele não morre, mas sim regenera. Ou seja, eventualmente, o ator que interpreta o Doutor pode mudar, dando aparência e personalidade completamente novas ao personagem, porém mantendo suas memórias intactas. Dessa forma, o programa ganha ainda mais versatilidade e se mantém no ar mesmo com a mudança do seu ator principal.

Mais recentemente, descobriu-se que o Doutor pode não apenas mudar as características mencionadas, mas também o gênero. O ano de 2017 ficará para sempre marcado como o ano em que a primeira mulher foi anunciada como protagonista do seriado, tendo sua primeira aparição no especial de Natal a ser exibido em 25 de dezembro de 2017. Esse episódio especial não será apenas exibido na televisão, mas também nos cinemas de todo o mundo.

A inserção de uma líder feminina em um seriado onde as 12 encarnações anteriores foram interpretadas por homens dividiu opiniões, mas veio para reafirmar tudo o que o seriado sempre defendeu: igualdade, tolerância e respeito. A atriz Jodie Whittaker assume o comando da TARDIS a partir deste especial de Natal e esse é o nosso maior motivo para querer acompanhar um dos seriados mais duradouros e ricos da história da televisão no mundo.

Te convenci a experimentar Doctor Who? Por favor, deixe o seu comentário abaixo.

Comentários



Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que é Computação em Névoa?

Provavelmente você já ouviu falar sobre a "nuvem". Segundo a Wikipédia, a computação em nuvem  é "a disponibilidade, sob demanda, de recursos computacionais, especialmente armazenamento e processamento de dados, sem o gerenciamento ativo direto do utilizador." Este é um termo bastante conhecido e que já faz parte do nosso dia a dia, provendo serviços e aplicações de vasto uso, como, por exemplo, o Google Drive, o Trello ou dando suporte a aplicativos de celular como Uber e iFood. Agora, pergunto: você já ouviu falar em computação em névoa ? É isso mesmo que você leu: névoa (ou neblina) . Trata-se de um novo paradigma na área de Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos, inventado em 2012, que tem ganhado espaço para o suporte a aplicações muito importantes, como a Internet das Coisas. Venha saber um pouco mais sobre a tal Computação em Névoa assistindo ao Estudo de Caso que liberei como material integrante do Curso Aberto de Redes: Ei! Você, educador ou educado

Como acessar artigos científicos gratuitamente sem estar na rede da sua instituição de ensino?

" Artigo científico é o trabalho acadêmico ou científico que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados sucintos de uma pesquisa realizada de acordo com o método científico ou inferência conforme a hermenêutica das humanidades, cujo conhecimento produzido é aceito por uma comunidade de pesquisadores. Por esse motivo, considera-se científico o artigo que foi submetido a exame por outros cientistas, que verificam as informações, os métodos e a precisão lógico-metodológica das conclusões ou resultados obtidos." (Fonte: Wikipédia ) O acesso a artigos científicos publicados por importantes revistas e editoras tem, quase sempre, algum custo associado. Recentemente, tem se tornado comum a publicação de artigos no modo Open Access (acesso aberto), o qual não requer que seus leitores façam qualquer tipo de pagamento ou cadastro, mas que só é publicado mediante o pagamento de altas taxas , recurso que nem todo pesquisador tem ao seu alcance. Alunos co

Tutorial: como gerenciar seus perfis e currículos de pesquisador

Gerenciar perfis de pesquisador ainda pode ser uma tarefa um pouco confusa. Temos visto várias novas plataformas voltadas a professores e pesquisadores surgindo no mercado, cada uma com objetivos diferentes, permitindo que as diversas áreas de conhecimento supram suas necessidades. Neste tutorial, vou apresentar alguns passos para atualizar vários perfis online de pesquisador com o mínimo de esforço possível. Este post foi criado com a ajuda do João Fontes. Passo 1: Reunir informações sobre suas publicações Existem algumas formas de se organizar as próprias publicações. A minha ferramenta favorita para isso é o  Mendeley , um software gratuito para gerenciar, compartilhar, ler e anotar em artigos científicos. O Mendeley identifica automaticamente os seus artigos e os coloca em uma pasta chamada "My Publications". Importante : é necessário usar o software instalado no seu computador. Não será possível fazer estes procedimentos na versão Web. A primeira e