Pular para o conteúdo principal

Meu ranking das melhores séries de 2017 e por que você deveria vê-las

Eu não costumava ver séries e filmes até 2015, mas a eventual solidão de morar um ano na Inglaterra me fez ter vontade de assinar Netflix e dar uma chance para alguns dos títulos desse maravilhoso serviço de streaming. Foi aí que viciei e nunca mais parei! :)

Ainda sou uma verdadeira negação em termos de filmes e não vi 90% dos clássicos, mas estou trabalhando para resolver isso. Por outro lado, séries são um dos meus descontroles hobbies e me ajudam a relaxar. Montei o meu Top 15 Séries de 2017 e vou compartilhar com vocês. Ressalva: não necessariamente são títulos de 2017, ok?

15º lugar: Doctor Who

Este é provavelmente o meu seriado favorito de todos os tempos, mas o motivo que o fez entrar para esta lista foi o maravilhoso episódio especial de Natal que encerrou uma era e iniciou outra. Não vou entrar em detalhes porque já fiz isso em um post super especial dedicado a isso.

Uma publicação compartilhada por Doctor Who Official (@bbcdoctorwho) em

14º lugar: Sherlock

Em janeiro de 2017 foram ao ar 3 novos episódios da série Sherlock e, na minha super singela opinião, foram os melhores episódios do seriado. As temporadas anteriores foram muito boas, mas essa me deixou mais ansioso e satisfeito.

13º lugar: Sense8

A 2ª temporada de Sense8 trouxe um ar diferente, demorou para ter ação, mas apresentou momentos para serem guardados. Infelizmente, a Netflix decidiu cancelar o seriado devido ao alto custo, mas depois voltou atrás e prometeu um filme de encerramento para 2018. Por aqui, Sense8 fica na 13ª posição.

Uma publicação compartilhada por Sense8 (@sense8) em

12º lugar: Master of None

Master of None é um dos seriados que você não dá muita atenção, mas quando entende as ideias e a genialidade do Aziz Ansari, passa a aproveitar cada segundo. Foi assim com a 2ª temporada, muito melhor que a 1ª. O seriado não tem exatamente uma linha de continuidade, mas vai abordando temas cotidianos do interesse de muitos. Esta semana, Aziz foi premiado com o Globo de Ouro.

Uma publicação compartilhada por Master of None (@masterofnone) em

11º lugar: A Series of Unfortunate Events

Produzido na Alemanha, esse seriado é uma alegria para os olhos e uma angústia para o coração. O nome já premedita o que vai acontecer e não se trata de nenhum exagero. Vale a pena dedicar um tempo para as desventuras em série retratadas em um dos seriados com os cenários mais lindos que já assisti.

10º lugar: RuPaul's Drag Race

RuPaul é a drag queen mais famosa e influente do mundo. RuPaul's Drag Race é o reality show que esperei a vida inteira para assistir. A 9ª temporada exibida em 2017 foi chocante em alguns pontos, mas normal na grande maioria deles. Se no ano passado o RuPaul ocupou uma das primeiras posições do meu ranking, este ano ficou em 10º lugar (o que não é nada ruim).

9º lugar: Once Upon a Time

Once Upon a Time está na sua 7ª temporada, mas passou por uma mudança super drástica desde a temporada anterior. Quase todos os atores não tiveram seus contratos renovados, cinco anos se passaram e a trama está contando histórias completamente novas. Novos mistérios estão no ar, algumas novidades, mas se esse extreme twist vai dar certo no final, ainda não sei dizer.

Uma publicação compartilhada por onceabcofficial (@onceabcofficial) em

8º lugar: Grace and Frankie

O seriadinho da Netflix que conta a história de duas mulheres deixadas pelos maridos, os quais assumiram estar tendo um relacionamento há alguns anos, veio pra ficar com sua 3ª temporada. Aborda temas pesados ligados à terceira idade, mas não dispensa o bom humor. Tem um ótimo cast e episódios bem curtinhos.

7º lugar: Unbreakable Kimmy Schmidt

2017 nos deu a 3ª temporada de Kimmy Schmidt e, pra mim, foi a melhor até hoje. Gostei muito da 1ª, não fui muito fã da 2ª, mas o seriado conseguiu me reconquistar na última temporada. As piadas foram mais assertivas e o enredo teve um fechamento como nunca antes. Recomendo!

6º lugar: Fuller House

O reboot de Full House continua se superando temporada após temporada e não foi diferente nessa 3ª temporada, que inclusive teve mais episódios que as anteriores e até uma viagem do cast para o Japão para gravar o primeiro episódio da segunda parte da temporada. É uma comédia ao estilo do seu predecessor, simples, mas boa.

5º lugar: Modern Family

Modern Family não perde o ritmo depois de 9 anos no ar. Segundo anúncio dos produtores, a 10ª temporada deve ser a última, o que é uma pena. A 9ª temporada, ainda no ar, manteve o nível. O que eu acho mais legal de Modern Family é a capacidade de fazerem humor em cima da própria história do seriado e a fidelidade mantida com o passado.

Uma publicação compartilhada por Modern Family (@abcmodernfam) em

4º lugar: Haters Back Off

A personagem Miranda Sings teve uma temporada de ouro em 2017, mas a comediante e youtuber Colleen Balinger, que a interpreta, viu seu seriado ser cancelado pela Netflix devido ao baixo desempenho. Justo agora que Hater Back Off chegou no patamar perfeito e tinha tudo para ser um seriado de comédia para agradar mais pessoas. Uma pena.

Uma publicação compartilhada por Haters Back Off (@hatersbackoff) em

3º lugar: Stranger Things

Não só mantiveram o nível, como o elevaram. A expectativa de todo mundo pela 2ª temporada de Stranger Things era alta e foi lindamente superada. Elementos gráficos ainda melhores, um roteiro mais rico e personagens mais bem explorados marcaram a continuação de um dos carros-chefe da Netflix. Até eu aproveitei a onda de lançamento do seriado e fiz uma aula de redes para explicar  como funcionam Content Delivery Networks usando como tema o seriado.

Uma publicação compartilhada por Stranger Things (@strangerthingstv) em

2º lugar: How To Get Away with Murder

Quando a 3ª temporada de HTGAWM acabou no início de 2017 eu falei para muitos amigos que estava cansado do formato e que o seriado devia ter sido finalizado ali. Como podem perceber, a 4ª temporada mudou completamente a minha opinião e fez o seriado ganhar prata nesse meu ranking.

Uma publicação compartilhada por How to Get Away with Murder (@howtogetawaywithmurder) em

1º lugar: Dirk Gently's Holistic Detective Agency

O seriado baseado em um livro de Douglas Adams teve uma 1ª temporada muito maluca em 2016, mas deixou todo mundo querendo mais. E teve mais! A 2ª temporada conseguiu ser ainda melhor que a anterior, mas, infelizmente, o seriado foi cancelado. O que é mais triste em todos esses cancelamentos de seriados é que a maioria acaba sem uma finalização adequada. De qualquer forma, recomendo ver as duas temporadas de Dirk Gently's Holistic Detective Agency, principalmente se você gosta de ficção científica.

Uma publicação compartilhada por Dirk Gently (@dirkgentlybbca) em

Poderiam ter entrado na lista, mas não conseguiram pontuação suficiente:
- The OA
- Desperate Housewives (sim, ainda não terminei)
- Masterchef Brasil
- Scream Queens
- The Great British Bake Off
- Dancing Brasil
- Chewing Gum
- Rick and Morty
- The Ultimate Beastmaster
- The Big Family Cooking Showdown

Para sintetizar a lista, fiz um vídeo no YouTube.

Comentários



Postagens mais visitadas deste blog

Cidades Inteligentes: conceitos, serviços e tecnologias; veja a live

O conceito de Cidade Inteligente integra inúmeros dispositivos físicos conectados à Internet das Coisas com o objetivo de otimizar a eficiência das operações e serviços da cidade, melhorar a qualidade, desempenho e interatividade dos serviços urbanos, reduzir custos e consumo de recursos e aumentar o contato entre cidadãos e o governo. As cidades inteligentes podem ajudar tanto o poder público a reconhecer problemas em tempo real, quanto o cidadão a produzir informações, auxiliando a mapear, discutir e enfrentar essas dificuldades.  A quinta live do Curso Aberto de Redes, realizada na última terça (06/10) por meio do Cafezíneos Live, recebeu a Profa. Keiko Fonseca (UTFPR Curitiba) e o Prof. Ricardo Luders (UTFPR Curitiba) para um bate-papo a respeito de Cidades Inteligentes: conceitos, serviços e tecnologias encontrados em cidades inteligentes. Participaram da mediação o Prof. Daniel Fernando Pigatto (UTFPR Curitiba), a Profa. Natássya Silva (UTFPR Cornélio Procópio) e a Profa. Tânia M…

Desenvolvimento de Sistemas Embarcados e Sensores Inteligentes com Recurso à Recolha de Energia; assista a live

Na introdução aos sistemas embarcados são apresentadas as suas características principais, seguido de uma referência às ferramentas de hardware e software utilizadas no seu desenvolvimento. A importância nos dias de hoje dos dispositivos de baixo consumo energético tem levado a que, cada vez mais, se tenha vindo a desenvolver mecanismos de recolha de energia do ambiente. Para isso têm contribuído os dispositivos de baixo consumo energético e as técnicas utilizadas no seu desenvolvimento. A sexta live do Curso Aberto de Redes, realizada na última terça (20/10) por meio do Cafezíneos Live, recebeu o Prof. António Espírito-Santo (Universidade da Beira Interior, Covilhã, Portugal) para um bate-papo a respeito de Desenvolvimento de Sistemas Embarcados e Sensores Inteligentes com Recurso à Recolha de Energia; assista a live. Participaram da mediação o Prof. Daniel Fernando Pigatto (UTFPR Curitiba), a Profa. Natássya Silva (UTFPR Cornélio Procópio) e a Profa. Tânia Monteiro (UTFPR Curitiba). …

Como adicionar a sua assinatura digitalizada a documentos PDF sem imprimí-los | Dicas #COVID19

Em tempos de home office, alguns documentos que tradicionalmente precisam de assinatura à mão precisam ser revistos. Eu sou um apoiador de alternativas mais sustentáveis, mas, em alguns casos, a única saída é imprimir o documento, assinar, escanear e enviar por e-mail. 
IMPORTANTE! Antes de mais nada, este post não ensina como fazer assinaturas digitais ou eletrônicas em documentos PDF. Os passos aqui apresentados apenas ensinam a inserir uma assinatura digitalizada (escaneada) em um documento, a qual não tem valor jurídico. Para saber mais sobre as diferenças entre esses tipos de assinatura, acesse este link.
Os leitores de PDF mais modernos permitem que você faça o preenchimento e assine documentos sem a necessidade de imprimí-los. O procedimento abaixo foi feito no Adobe Reader (versão gratuita), mas certamente você encontra a função de assinatura em outros softwares.

Abra o documento que você precisar preencher e/ou assinar;Na barra lateral direita, clique em "Preencher e assi…