Pular para o conteúdo principal

Faça um tour gratuito na sua próxima viagem e me agradeça quando puder - #DicadeViagem

Como quase todo mundo, eu adoro viajar. Fazer turismo é uma das atividades que mais me dão prazer: quanto mais cansativa, mais prazerosa! Por isso que, dentre as dicas de viagem que eu pretendo publicar aqui no blog, uma delas envolve muita caminhada.

Em 2015 fiz uma viagem para a Escócia com a minha amiga Kamila. Visitamos Glasgow e Edumburgo ("Edimbrá" para os íntimos, rs) em  pleno inverno e, mesmo assim (ou talvez justamente por isso), tivemos uma das viagens mais legais das nossas vidas. E foi em Edimburgo que descobrimos que existia um tour a pé gratuito, o qual decidimos experimentar já que o nosso tempo na cidade seria bem curto.

O Free Walking Tour passou pelos principais pontos turísticos da capital escocesa, mas com o diferencial de que a guia turística estava nos fornecendo uma enxurrada de informações em tempo real que mudaram completamente a experiência. A analogia que fiz naquele momento foi de que eu estava assistindo a uma aula de história pisando exatamente no lugar onde essa história havia acontecido. E pensar desse jeito me arrepia até hoje!

Desde então, em todos os lugares que visitei, sempre busquei fazer um tour a pé no primeiro dia, assim conseguindo explorar o básico do lugar e, depois, podendo voltar com mais calma para os mais gostei. Com essa dica, não é necessário gastar para fazer um tour básico nas principais cidades do mundo. Claro, você pode dar uma gorjeta em retribuição ao trabalho desses profissionais e o valor pode ser o quanto couber no seu bolso (afinal, 5 euros não vão fazer muita diferença no seu orçamento, certo?).

Os melhores e mais frequentes tours que vi nas minhas viagens eram organizados pela SANDEMANs NEW Europe Tours (eles também organizam tours em outros continentes). E além deles, existem outras empresas que seguem a mesma ideia (veja ao lado o nosso grupo de tour de Edimburgo).

Você pode estar se perguntando: como esses profissionais sobrevivem? É simples: eles oferecem um tour gratuito e vários tours pagos com temas diversificados. Naturalmente, durante o tour eles aproveitam para divulgar os demais roteiros oferecidos pela empresa e, eventualmente, você pode se ver interessado por um deles, como foi o meu caso com a Kamila: decidimos fazer o tour noturno pelos cemitérios e lugares "mal assombrados" da Escócia. E não há uma gota de arrependimento!

Potanto, essa é a dica para a sua próxima viagem: procure um Free Walking Tour para o seu primeiro dia na cidade. Você vai aprender um pouco sobre os principais pontos e, depois, poderá planejar o restante dos seus dias para aproveitar ao máximo o que o turismo local tem a oferecer.

Boa viagem!

Comentários

Postar um comentário



Postagens mais visitadas deste blog

Cidades Inteligentes: conceitos, serviços e tecnologias; veja a live

O conceito de Cidade Inteligente integra inúmeros dispositivos físicos conectados à Internet das Coisas com o objetivo de otimizar a eficiência das operações e serviços da cidade, melhorar a qualidade, desempenho e interatividade dos serviços urbanos, reduzir custos e consumo de recursos e aumentar o contato entre cidadãos e o governo. As cidades inteligentes podem ajudar tanto o poder público a reconhecer problemas em tempo real, quanto o cidadão a produzir informações, auxiliando a mapear, discutir e enfrentar essas dificuldades.  A quinta live do Curso Aberto de Redes, realizada na última terça (06/10) por meio do Cafezíneos Live, recebeu a Profa. Keiko Fonseca (UTFPR Curitiba) e o Prof. Ricardo Luders (UTFPR Curitiba) para um bate-papo a respeito de Cidades Inteligentes: conceitos, serviços e tecnologias encontrados em cidades inteligentes. Participaram da mediação o Prof. Daniel Fernando Pigatto (UTFPR Curitiba), a Profa. Natássya Silva (UTFPR Cornélio Procópio) e a Profa. Tânia M…

Desenvolvimento de Sistemas Embarcados e Sensores Inteligentes com Recurso à Recolha de Energia; assista a live

Na introdução aos sistemas embarcados são apresentadas as suas características principais, seguido de uma referência às ferramentas de hardware e software utilizadas no seu desenvolvimento. A importância nos dias de hoje dos dispositivos de baixo consumo energético tem levado a que, cada vez mais, se tenha vindo a desenvolver mecanismos de recolha de energia do ambiente. Para isso têm contribuído os dispositivos de baixo consumo energético e as técnicas utilizadas no seu desenvolvimento. A sexta live do Curso Aberto de Redes, realizada na última terça (20/10) por meio do Cafezíneos Live, recebeu o Prof. António Espírito-Santo (Universidade da Beira Interior, Covilhã, Portugal) para um bate-papo a respeito de Desenvolvimento de Sistemas Embarcados e Sensores Inteligentes com Recurso à Recolha de Energia; assista a live. Participaram da mediação o Prof. Daniel Fernando Pigatto (UTFPR Curitiba), a Profa. Natássya Silva (UTFPR Cornélio Procópio) e a Profa. Tânia Monteiro (UTFPR Curitiba). …

Como adicionar a sua assinatura digitalizada a documentos PDF sem imprimí-los | Dicas #COVID19

Em tempos de home office, alguns documentos que tradicionalmente precisam de assinatura à mão precisam ser revistos. Eu sou um apoiador de alternativas mais sustentáveis, mas, em alguns casos, a única saída é imprimir o documento, assinar, escanear e enviar por e-mail. 
IMPORTANTE! Antes de mais nada, este post não ensina como fazer assinaturas digitais ou eletrônicas em documentos PDF. Os passos aqui apresentados apenas ensinam a inserir uma assinatura digitalizada (escaneada) em um documento, a qual não tem valor jurídico. Para saber mais sobre as diferenças entre esses tipos de assinatura, acesse este link.
Os leitores de PDF mais modernos permitem que você faça o preenchimento e assine documentos sem a necessidade de imprimí-los. O procedimento abaixo foi feito no Adobe Reader (versão gratuita), mas certamente você encontra a função de assinatura em outros softwares.

Abra o documento que você precisar preencher e/ou assinar;Na barra lateral direita, clique em "Preencher e assi…