Pular para o conteúdo principal

Trago boas notícias

É comum ouvir por aí que as pessoas estão cada vez mais tristes. Talvez as exigências da sociedade, as nossas auto-cobranças, a disseminação de informações negativas em redes sociais e tantas outras razões sejam os motivos desse aumento da sensação de tristeza. Sem me aprofundar em detalhes psicológicos que nos levam a essa sensação ruim (até porque não tenho formação para tal), gostaria de compartilhar uma atitude que tomei "sem querer" e que está me deixando mais leve, gerando um pouco de esperança.

Tenho uma boa notícia!

Certo dia decidi buscar por um aplicativo de boas notícias. Queria simplesmente ter um espaço "seguro", onde eu pudesse eventualmente entrar e consumir conteúdo positivo. Encontrei o Good News Network, um jornal de notícias estadunidense criado em 1997 que fica de olho em notícias positivas na mídia tradicional e as (re)publica em seu site. Além do site, eles mantém redes sociais e aplicativo para smartphone. As notícias publicadas são todas em inglês, porém, não é necessário possuir nível avançado para entender o conteúdo e, principalmente, para absorver a mensagem das notícias, já que a linguagem é bastante acessível.

Animado com a descoberta, fui adiante na minha busca e encontrei o Positive News UK, um site britânico com o mesmo propósito criado em 1993; e também o YES! Magazine, americano, criado em 1996. Comecei a refletir sobre as datas de criação desses jornais e, constatei que obter informações positivas por meios tradicionais (mídia consolidada) e até mesmo meios modernos (redes sociais) nunca foi fácil, afinal, tragédias e desastres geralmente viram notícia de destaque e chamam mais a nossa atenção. Que bom que podemos contar com essas redes de boas notícias.

Temos iniciativas brasileiras igualmente boas

Por fim, decidi procurar por fontes de boas notícias em português. Para minha surpresa, encontrei (facilmente) dois sites especializados no assunto (o Só Notícia Boa e o Jornal de Boas Notícias), além de seções exclusivas para boas notícias em grandes sites de jornalismo brasileiros (o G1 Olha Que Legal, o MSN Boas Notícias, o R7 Notícia Boa e o UOL Boas Notícias).

Siga a lista de boas notícias do Cafezíneos no Twitter

Decidi ir adiante com a ideia de compartilhar boas notícias e montei uma lista exclusiva no Twitter do blog. O objetivo aqui não é se fechar para as notícias do mundo, mas apenas criar um "espaço seguro" de informações positivas para aqueles momentos em que nos sentimos consumidos ou desesperançosos.


Conhece alguma fonte de boas notícias para incluir na nossa lista? Deixei nos comentários. :)

UPDATE: Temos também o site Razões para Acreditar, sugestão enviada pelo Guilmour e pela Fernanda.

Comentários



Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Vincent van Gogh é comemorado em 30 de março #VanGoghDay

Por Vincent van Gogh (Google Cultural Institute, domínio público ) No dia 30 de março é comemorado o Van Gogh Day. Eu não tenho propriedade nenhuma para falar sobre artistas dessa magnitude, mas uma coisa eu posso afirmar: as obras dele me agradam e inspiram. Para entender melhor quem foi Van Gogh, vou apelar para a especialista mais acessível da Internet: " Vincent Willem van Gogh (Zundert, 30 de março de 1853 – Auvers-sur-Oise, 29 de julho de 1890) foi um pintor holandês considerado uma das figuras mais famosas e influentes da história da arte ocidental. Ele criou mais de dois mil trabalhos em pouco mais de uma década, incluindo por volta de 860 pinturas a óleo, a maioria dos quais durante seus dois últimos anos de vida. Suas obras abrangem paisagens, naturezas-mortas, retratos e autorretratos caracterizados por cores dramáticas e vibrantes, além de pinceladas impulsivas e expressivas que contribuíram para as fundações da arte moderna." (Fonte: Wikipédia ) In

Você sabe o que é Computação em Névoa?

Provavelmente você já ouviu falar sobre a "nuvem". Segundo a Wikipédia, a computação em nuvem  é "a disponibilidade, sob demanda, de recursos computacionais, especialmente armazenamento e processamento de dados, sem o gerenciamento ativo direto do utilizador." Este é um termo bastante conhecido e que já faz parte do nosso dia a dia, provendo serviços e aplicações de vasto uso, como, por exemplo, o Google Drive, o Trello ou dando suporte a aplicativos de celular como Uber e iFood. Agora, pergunto: você já ouviu falar em computação em névoa ? É isso mesmo que você leu: névoa (ou neblina) . Trata-se de um novo paradigma na área de Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos, inventado em 2012, que tem ganhado espaço para o suporte a aplicações muito importantes, como a Internet das Coisas. Venha saber um pouco mais sobre a tal Computação em Névoa assistindo ao Estudo de Caso que liberei como material integrante do Curso Aberto de Redes: Ei! Você, educador ou educado

Tutorial: como gerenciar seus perfis e currículos de pesquisador

Gerenciar perfis de pesquisador ainda pode ser uma tarefa um pouco confusa. Temos visto várias novas plataformas voltadas a professores e pesquisadores surgindo no mercado, cada uma com objetivos diferentes, permitindo que as diversas áreas de conhecimento supram suas necessidades. Neste tutorial, vou apresentar alguns passos para atualizar vários perfis online de pesquisador com o mínimo de esforço possível. Este post foi criado com a ajuda do João Fontes. Passo 1: Reunir informações sobre suas publicações Existem algumas formas de se organizar as próprias publicações. A minha ferramenta favorita para isso é o  Mendeley , um software gratuito para gerenciar, compartilhar, ler e anotar em artigos científicos. O Mendeley identifica automaticamente os seus artigos e os coloca em uma pasta chamada "My Publications". Importante : é necessário usar o software instalado no seu computador. Não será possível fazer estes procedimentos na versão Web. A primeira e