Pular para o conteúdo principal

Trago boas notícias

É comum ouvir por aí que as pessoas estão cada vez mais tristes. Talvez as exigências da sociedade, as nossas auto-cobranças, a disseminação de informações negativas em redes sociais e tantas outras razões sejam os motivos desse aumento da sensação de tristeza. Sem me aprofundar em detalhes psicológicos que nos levam a essa sensação ruim (até porque não tenho formação para tal), gostaria de compartilhar uma atitude que tomei "sem querer" e que está me deixando mais leve, gerando um pouco de esperança.

Tenho uma boa notícia!

Certo dia decidi buscar por um aplicativo de boas notícias. Queria simplesmente ter um espaço "seguro", onde eu pudesse eventualmente entrar e consumir conteúdo positivo. Encontrei o Good News Network, um jornal de notícias estadunidense criado em 1997 que fica de olho em notícias positivas na mídia tradicional e as (re)publica em seu site. Além do site, eles mantém redes sociais e aplicativo para smartphone. As notícias publicadas são todas em inglês, porém, não é necessário possuir nível avançado para entender o conteúdo e, principalmente, para absorver a mensagem das notícias, já que a linguagem é bastante acessível.

Animado com a descoberta, fui adiante na minha busca e encontrei o Positive News UK, um site britânico com o mesmo propósito criado em 1993; e também o YES! Magazine, americano, criado em 1996. Comecei a refletir sobre as datas de criação desses jornais e, constatei que obter informações positivas por meios tradicionais (mídia consolidada) e até mesmo meios modernos (redes sociais) nunca foi fácil, afinal, tragédias e desastres geralmente viram notícia de destaque e chamam mais a nossa atenção. Que bom que podemos contar com essas redes de boas notícias.

Temos iniciativas brasileiras igualmente boas

Por fim, decidi procurar por fontes de boas notícias em português. Para minha surpresa, encontrei (facilmente) dois sites especializados no assunto (o Só Notícia Boa e o Jornal de Boas Notícias), além de seções exclusivas para boas notícias em grandes sites de jornalismo brasileiros (o G1 Olha Que Legal, o MSN Boas Notícias, o R7 Notícia Boa e o UOL Boas Notícias).

Siga a lista de boas notícias do Cafezíneos no Twitter

Decidi ir adiante com a ideia de compartilhar boas notícias e montei uma lista exclusiva no Twitter do blog. O objetivo aqui não é se fechar para as notícias do mundo, mas apenas criar um "espaço seguro" de informações positivas para aqueles momentos em que nos sentimos consumidos ou desesperançosos.


Conhece alguma fonte de boas notícias para incluir na nossa lista? Deixei nos comentários. :)

UPDATE: Temos também o site Razões para Acreditar, sugestão enviada pelo Guilmour e pela Fernanda.

Comentários



Postagens mais visitadas deste blog

Cidades Inteligentes: conceitos, serviços e tecnologias; veja a live

O conceito de Cidade Inteligente integra inúmeros dispositivos físicos conectados à Internet das Coisas com o objetivo de otimizar a eficiência das operações e serviços da cidade, melhorar a qualidade, desempenho e interatividade dos serviços urbanos, reduzir custos e consumo de recursos e aumentar o contato entre cidadãos e o governo. As cidades inteligentes podem ajudar tanto o poder público a reconhecer problemas em tempo real, quanto o cidadão a produzir informações, auxiliando a mapear, discutir e enfrentar essas dificuldades.  A quinta live do Curso Aberto de Redes, realizada na última terça (06/10) por meio do Cafezíneos Live, recebeu a Profa. Keiko Fonseca (UTFPR Curitiba) e o Prof. Ricardo Luders (UTFPR Curitiba) para um bate-papo a respeito de Cidades Inteligentes: conceitos, serviços e tecnologias encontrados em cidades inteligentes. Participaram da mediação o Prof. Daniel Fernando Pigatto (UTFPR Curitiba), a Profa. Natássya Silva (UTFPR Cornélio Procópio) e a Profa. Tânia M…

Desenvolvimento de Sistemas Embarcados e Sensores Inteligentes com Recurso à Recolha de Energia; assista a live

Na introdução aos sistemas embarcados são apresentadas as suas características principais, seguido de uma referência às ferramentas de hardware e software utilizadas no seu desenvolvimento. A importância nos dias de hoje dos dispositivos de baixo consumo energético tem levado a que, cada vez mais, se tenha vindo a desenvolver mecanismos de recolha de energia do ambiente. Para isso têm contribuído os dispositivos de baixo consumo energético e as técnicas utilizadas no seu desenvolvimento. A sexta live do Curso Aberto de Redes, realizada na última terça (20/10) por meio do Cafezíneos Live, recebeu o Prof. António Espírito-Santo (Universidade da Beira Interior, Covilhã, Portugal) para um bate-papo a respeito de Desenvolvimento de Sistemas Embarcados e Sensores Inteligentes com Recurso à Recolha de Energia; assista a live. Participaram da mediação o Prof. Daniel Fernando Pigatto (UTFPR Curitiba), a Profa. Natássya Silva (UTFPR Cornélio Procópio) e a Profa. Tânia Monteiro (UTFPR Curitiba). …

Como adicionar a sua assinatura digitalizada a documentos PDF sem imprimí-los | Dicas #COVID19

Em tempos de home office, alguns documentos que tradicionalmente precisam de assinatura à mão precisam ser revistos. Eu sou um apoiador de alternativas mais sustentáveis, mas, em alguns casos, a única saída é imprimir o documento, assinar, escanear e enviar por e-mail. 
IMPORTANTE! Antes de mais nada, este post não ensina como fazer assinaturas digitais ou eletrônicas em documentos PDF. Os passos aqui apresentados apenas ensinam a inserir uma assinatura digitalizada (escaneada) em um documento, a qual não tem valor jurídico. Para saber mais sobre as diferenças entre esses tipos de assinatura, acesse este link.
Os leitores de PDF mais modernos permitem que você faça o preenchimento e assine documentos sem a necessidade de imprimí-los. O procedimento abaixo foi feito no Adobe Reader (versão gratuita), mas certamente você encontra a função de assinatura em outros softwares.

Abra o documento que você precisar preencher e/ou assinar;Na barra lateral direita, clique em "Preencher e assi…