Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2020

O Blog Cafezíneos está assumindo uma nova marca

Em novembro de 2017, apenas alguns meses atuando como professor em Curitiba, decidi materializar uma ideia que já vinha construindo há algum tempo . Na minha vida inteira tive inúmeros blogs, quase todos sem nenhum sucesso ou impacto muito significativo, exceto por dois deles (mas isso é história para outro post). Quando criei o Cafezíneos , tinha como objetivo claro de estabelecer um espaço para compartilhar reflexões, ideias, dicas, tutoriais e qualquer conteúdo que pudesse ser importante externar. Tratava-se da proposta mais madura da minha vida em termos de blogs e assim iniciei a caminhada até aqui, com épocas em que produzi mais conteúdo e, outras, menos. Sempre me permiti aproveitar o momento de acordo com a minha disponibilidade. Nestas últimas semanas, considerando o pequeno tempo extra provido pela quarentena e as várias ações sendo discutidas no sentido de como continuar com as atividades de ensino nas universidades brasileiras em tempos de pandemia, passei a produzir mais c

Proposta de operacionalização da oferta de atividades de ensino remoto emergencial em universidades durante a pandemia

A disseminação do meu texto de reflexões sobre o retorno às atividades de ensino remoto durante o período de isolamento devido à COVID-19 teve um impacto bastante positivo nas discussões que tive com vários colegas, tanto da UTFPR, quanto de outras instituições de ensino. Ressalto que não tenho formação em educação e não domino ferramentas e métodos de ensino inovadores ou à distância, porém acompanho a realidade de uma universidade centenária e, com base nas dificuldades enfrentadas, tento oferecer a minha contribuição. Um grande assunto em discussão é a operacionalização das atividades de ensino durante a pandemia do coronavírus em universidades públicas , o que tem dividido opiniões. Certamente não existe uma solução universal para um problema tão cheio de nuances, mas o diálogo nos ajuda a construir soluções que, preferencialmente, deveriam ser mais inclusivas e menos burocráticas. Antes de apresentar algumas ideias que considero fundamentais para uma melhor operacionalização dest

Onde devo publicar o meu artigo? Saiba como escolher um periódico a partir do fator de impacto

Para quem trabalha com pesquisa acadêmica ou em empresas que têm cuidados e incentivos à inovação com pesquisa, a escolha por periódicos ou revistas de qualidade para publicação de suas descobertas e resultados é fundamental. Porém, essa escolha nem sempre é trivial e deve ser feita de maneira a maximizar o potencial de impacto de uma publicação . No Brasil, a CAPES mantém uma lista chamada Qualis Periódicos , atualizada a cada três anos, onde as revistas são classificadas de acordo com alguns critérios, indicando o seu impacto a partir do maior índice até o menor. Entretanto, essa classificação só tem importância no Brasil e é altamente afetada pelo Fator de Impacto que uma revista possui, índice numérico de importância internacional. Quanto maior o Fator de Impacto de um periódico, maior é sua reputação. Trata-se de um cálculo que considera, em geral, a divisão do número total de citações pelo número total de artigos publicados em uma determinada faixa de tempo. Como existe

Como transformar disciplinas presenciais em remotas? Assista ao vídeo | Dicas COVID-19

Hoje ocorreu a primeira Live do autor que vos escreve. Para minha felicidade, a parceira desta novidade foi a Profa. Angélica Félix de Castro , atuante na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) no Câmpus de Mossoró/RN. Vocês já a conhecem do post  "Leia as placas, Daniel!" O tema do nosso primeiro encontro virtual incluiu algumas dicas de como transformar disciplinas presenciais em remotas . Assista ao bate-papo:

Reflexões sobre o retorno às atividades de ensino remoto durante o período de isolamento devido à COVID-19

Para quem não me conhece, sou professor na UTFPR Curitiba, mas de forma alguma este texto representa a opinião da instituição ou de qualquer órgão interno ou externo ao qual estou vinculado. Trata-se, portanto, de uma opinião pessoal . São reflexões e percepções que fui construindo com o passar das últimas semanas, em várias leituras e conversas durante o período de isolamento contra a COVID-19, sobre a possibilidade de retorno com as aulas na modalidade remota em nossas universidades públicas . É possível que eu não contemple todas as nuances do problema, mas precisamos discuti-lo. Observo ainda que não há um certo ou errado na situação em que vivemos, então sugiro que exercitemos a empatia acima de tudo. Tenho plena consciência de que a minha experiência com ensino é limitada, pois exerço a profissão há apenas 3 anos. No início da suspensão das atividades presenciais, achei muito fácil me adaptar ao ensino remoto (que por vezes chamei erroneamente de ensino à distância, que se trata