Pular para o conteúdo principal

O Blog Cafezíneos está assumindo uma nova marca


Em novembro de 2017, apenas alguns meses atuando como professor em Curitiba, decidi materializar uma ideia que já vinha construindo há algum tempo. Na minha vida inteira tive inúmeros blogs, quase todos sem nenhum sucesso ou impacto muito significativo, exceto por dois deles (mas isso é história para outro post).

Quando criei o Cafezíneos, tinha como objetivo claro de estabelecer um espaço para compartilhar reflexões, ideias, dicas, tutoriais e qualquer conteúdo que pudesse ser importante externar. Tratava-se da proposta mais madura da minha vida em termos de blogs e assim iniciei a caminhada até aqui, com épocas em que produzi mais conteúdo e, outras, menos. Sempre me permiti aproveitar o momento de acordo com a minha disponibilidade.

Nestas últimas semanas, considerando o pequeno tempo extra provido pela quarentena e as várias ações sendo discutidas no sentido de como continuar com as atividades de ensino nas universidades brasileiras em tempos de pandemia, passei a produzir mais conteúdo para o blog. Consegui, também, atingir mais pessoas e agregar novos leitores.

Em respeito a quem me acompanha nestes 2 anos e meio e aos novos amigos que estão chegando, decidi abandonar o logo inicial, que cumpriu muito bem seu papel até aqui, e passei a desenhar uma nova marca para estes novos tempos. O desenvolvimento da marca contou, novamente, com o trabalho da publicitária Fernanda Pigatto, que tem muita paciência e me ajuda a desenhar o que existe apenas como uma vaga ideia, e, obviamente, com as críticas e sugestões do João Fontes, que sempre são importantes e transformaram o processo criativo em torno dessa marca.


Transforma-se a marca e renova-se o compromisso. A proposta continua a mesma, mas as novidades que vêm por aí já estão me empolgando ainda mais. Temos o podcast, por exemplo, que deve manter uma frequência mais adequada em breve. Aguardem as novidades!

Agradeço as visitas recebidas nestes anos de blog e espero que você continue me acompanhando! Se preferir, siga o blog nas redes sociais para saber sobre novos conteúdos assim que publicados: Instagram | Facebook | Twitter | Telegram

Comentários



Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que é Computação em Névoa?

Provavelmente você já ouviu falar sobre a "nuvem". Segundo a Wikipédia, a computação em nuvem  é "a disponibilidade, sob demanda, de recursos computacionais, especialmente armazenamento e processamento de dados, sem o gerenciamento ativo direto do utilizador." Este é um termo bastante conhecido e que já faz parte do nosso dia a dia, provendo serviços e aplicações de vasto uso, como, por exemplo, o Google Drive, o Trello ou dando suporte a aplicativos de celular como Uber e iFood. Agora, pergunto: você já ouviu falar em computação em névoa ? É isso mesmo que você leu: névoa (ou neblina) . Trata-se de um novo paradigma na área de Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos, inventado em 2012, que tem ganhado espaço para o suporte a aplicações muito importantes, como a Internet das Coisas. Venha saber um pouco mais sobre a tal Computação em Névoa assistindo ao Estudo de Caso que liberei como material integrante do Curso Aberto de Redes: Ei! Você, educador ou educado

Como acessar artigos científicos gratuitamente sem estar na rede da sua instituição de ensino?

" Artigo científico é o trabalho acadêmico ou científico que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados sucintos de uma pesquisa realizada de acordo com o método científico ou inferência conforme a hermenêutica das humanidades, cujo conhecimento produzido é aceito por uma comunidade de pesquisadores. Por esse motivo, considera-se científico o artigo que foi submetido a exame por outros cientistas, que verificam as informações, os métodos e a precisão lógico-metodológica das conclusões ou resultados obtidos." (Fonte: Wikipédia ) O acesso a artigos científicos publicados por importantes revistas e editoras tem, quase sempre, algum custo associado. Recentemente, tem se tornado comum a publicação de artigos no modo Open Access (acesso aberto), o qual não requer que seus leitores façam qualquer tipo de pagamento ou cadastro, mas que só é publicado mediante o pagamento de altas taxas , recurso que nem todo pesquisador tem ao seu alcance. Alunos co

Tutorial: como gerenciar seus perfis e currículos de pesquisador

Gerenciar perfis de pesquisador ainda pode ser uma tarefa um pouco confusa. Temos visto várias novas plataformas voltadas a professores e pesquisadores surgindo no mercado, cada uma com objetivos diferentes, permitindo que as diversas áreas de conhecimento supram suas necessidades. Neste tutorial, vou apresentar alguns passos para atualizar vários perfis online de pesquisador com o mínimo de esforço possível. Este post foi criado com a ajuda do João Fontes. Passo 1: Reunir informações sobre suas publicações Existem algumas formas de se organizar as próprias publicações. A minha ferramenta favorita para isso é o  Mendeley , um software gratuito para gerenciar, compartilhar, ler e anotar em artigos científicos. O Mendeley identifica automaticamente os seus artigos e os coloca em uma pasta chamada "My Publications". Importante : é necessário usar o software instalado no seu computador. Não será possível fazer estes procedimentos na versão Web. A primeira e